domingo, 2 de agosto de 2009

Passado


Queria ter certeza de não pensar passados,
de não voltar no tempo,
não revolver lembranças vãs.
Sei da inutilidade deste ato,
embora não consiga dele ter controle.
E fica a marca funda, a cicatriz na alma,
a certeza de ferir-me sempre que me pego
assim,
recordando, reescrevendo a mesma
inútil estória sem heróis...
E fica este olhar perdido, voltado para trás,
teimoso,
insistindo em nada ver!

Ilustração: charquinho.pt


19 comentários:

intervalo disse...

Começando pela foto linda,adoro portas,estradas sempre levam-me deixando passado pra trás,voltar só para resolver lembranças que não satisfaz.Lindas palavras em forma de poesia,como sempre poeta é muito bom estar aqui.beijoss meus.Lia...

Anne M. Moor disse...

Poeta dos momentos :-) Lindo!

Foca o olhar na frente, não longe, mas perto - um passo de cada vez...

Olha a teimosia no olho e manda sossegar :-)

Beijo

Paula Laranjeira disse...

adorei a poesia...tem um gostinho de conversa entre amigos, umas boas outras nem tanto...bjs

Helena Figueiredo disse...

Caríssimo Rangel,
embora as suas palavras remetam ao passado, e ao seu lado mais negativo, a fotografia no meu ponto de vista, é um olhar sobre o futuro já que se vislumbra ao longe o horizonte, com grandes probabilidades de ser melhor.
A escolha da foto é uma luz de esperança nas suas palavras, o que não deixa de ser interessante, pois decerto a intenção ao escolhê-la, não foi essa. Estarei certa?
Saudações cordiais

Wanderley Elian Lima disse...

Amigo Rangel, é impossível apagar as lembranças boas ou más.
Bjs

confesso disse...

A alma com cicatriz é alma vitorioza... Vencedora no passado, destemida no presente e forte para enfrentar o futuro...



Beijos em sua alma...

Nanda Assis disse...

o passado sempre a nos ferir, nos travando de seguir.

bjosss...

LomiAyurveda disse...

Esse já tu conquistaste. (ou não estaria aqui, as minhas razões são as mesmas que sempre te foram expostas).
Desde que aceites e respeites os sentmentos dos outros, quem sabe descobriremos a amizade?

Gostava da tua compreensão para isto, só assim desbloqueamos energias e não paramos colados ao momento em sofrimento e ilusões.
Todos temos o nosso próprio tempo para ultrapassar e transformar sentimentos: a morte, o amor, a paixão, os sonhos e outros. Há que não ter medo do tempo...

Referia-me a outros sonhos. Queria ouvir-te dizer que não os esqueceste. Desejo, sinto que aos poucos vais alcançar, por isso é tão precioso a Paz de espiríto...
Deixa a vida fluír naturalmente e docemente.

(configuração pontuação Sueca-Portug. os 'ção' - 'são' por vezes troca ou não regista correctamente).

Semana produtiva!
Beijo amigo

Mline disse...

Lindo....

Graça Pereira disse...

É sempre bom deixar aberta a porta (lindissima foto...) do passado... nunca se sabe, se lá temos que voltar!! Um bj Graça.

Denise disse...

Somos reflexo das sementes plantadas no passado e esta em nós escolher quaisplantaremos neste presente.

Assim talvez reste boas recordações e saudades felizes.

abraços
Denise

Cris Michelon disse...

Rangel, A razão pela qual algumas pessoas acham tão difícil serem felizes é porque estão sempre a julgar o passado melhor do que foi, o presente pior do que é e o futuro melhor do que será.
Mas a realidade o que importa: “O passado é lição para refletir, não para repetir."

Belo teu poema.

grde abç

Érica disse...

Passado é estrutura, não dá pra negar, nem subjulgar. Existiu. Fez-se de momentos, bons e ruins é claro, mas modificou a nós de alguma maneira.
Beijos meu caro.

Ariana disse...

Recordar é inevitável. Somos capazes de relembrar nossas histórias mais antigas, especialmente as que fizeram mais sentido. Já as outras, as superficiais, procuramos esquecer.
Seus versos estão lindos!

Beijos!

Carol Fonseca disse...

eu vivo só de passado,mas confesso que ele nos impede de prosseguir,mas também nem quero,ele é perfeito de mais...
beijos

Valentina disse...

Verdade...só isso que posso declarar. É tudo verdade.

Valéria disse...

Rangel,
Passado: recordações, marcas, feridas, renuncias, alegrias, tristezas, vitórias,... e tudo o que somos hoje!
E os heróis? não se esqueça: nós somos os heróis...
Valéria

Efigênia Coutinho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Efigênia Coutinho disse...

"Passado"

Rangel, felizes quem pode ter um passado e dele ter boas lembranças.
Felizes quem pode conjugar a palavra "SAUDADE" e com ela se realizar. Pois na vida qem passou em brancas nuvens, nada viveu para contar!

Gosto da sua alma poeta, ela é transparente,leve,livre e emotivamente bela, basta se ater nas entrelinhas e sentir a força geradora do conjunto de letras formando versos lindos.
Meus bom dia ao poeta querido,
Efigênia Coutinho

6 de Agosto de 2009 07:25

Tinha cometido erros de digitação na postagem anterior , então deletei e recoloco .