quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Teus cristais


Mal amanhece o dia
e neste início de clarear deparo com
teus olhos, teus grandes e vivos olhos,
que não cansam de me contar
sobre aquela ingênua época.
Separam eles, claramente,
tempos de verdade de dias perdidos.
Estes, como vapor de água fervente,
ganham rapidamente o espaço e
convertem-se em nada.
Já as verdades, como cristais, perduram.
Embora perdurem,
como alguns cristais,
têm brilho opaco...


Ilustração: fibraotica.com.br

16 comentários:

bordadosdemim disse...

Os olhos são as janelas da alma, sempre nos contam histórias e inspiram lindos poemas, como este!



Ariadna Garibaldi

Nanda Assis disse...

hj com poucas palavras, digo que lindo ficou seu poema.

bjosss...

Majoli disse...

Um dia ainda aprendo a escrever bonito como você.

Lindo "Teus Cristais".

Beijos e linda quinta pra ti.

Vivian disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...bellos
poemas
repletos
de vida
y pasion
delalma...

desde mis horas rotas saludos y afectuosos


...... jose ramon .....

Giane disse...

O triste em relação aos cristais é quando se quebram. Colar não adianta mais...

Beijos mil!!!

Valéria disse...

Poeta,
"Os critais curam o corpo físico, mental, emocional e espiritual. Transforma as energias negativas e as reequilibram."
E os olhos refletem nossa alma, não escondem nossos desejos.
Teus cristais e teus olhos...
Belo poema.
Valéria

Serena Flor disse...

Lindo poema meu querido!
Um belo dia pra você...bjs.

Anne M. Moor disse...

Rangel, Rangel...
Olhos vivos com o brilho do cristal, se bem que as vezes com o faiscar deles também... :-)

Beijos de bom dia!

Gislãne disse...

ah os olhos me fascinam
;*

Lice Soares disse...

Belíssimo, parabéns.

Ademerson Novais disse...

È sempre um prazer passar aqui pelo seu espaço..desculpe a ausencia...mais me deliciei com tuas palavras sempre enriquecedoras e recheadas de sentimentos...


Ademerson Novais de Andrade

Vivian disse...

...um olhar bem profundo
desmonta qqr resistência.

assim como uma queda,
por mais delicada que seja,
estilhaça qqr cristal.

fica com meu carinho!

pauloveras disse...

Seu poema me levou ao meu post anterior: Saudade. Abraço

confesso disse...

Imortal...

Os cristais são eternos, mas as verdades, verdades sem transparência tornam-se opacas, escondidas por trás da ilusão...



Beijos brilhantes...

Érica disse...

Cristais são frágeis.
Olhos frágeis quebram... Prefiro olhos de ressaca. rsrsrs..
Lindo poema, como não poderia deixar de ser.
Beijos