sexta-feira, 12 de junho de 2009

Anjo caído

Na sombra deste antigo carvalho,
que vem lá da infância,
nesta quente tarde de domingo,
meus olhos,
inquietos e cansados,
revêem Camila, aquele anjo do passado,
que eu nem lembrava existir.

Era realmente bela...

O tempo passou e o anjo,
já sem o encanto da
antiga e doce beleza,
tentadora,
tornou-se mulher, apenas.

Ingrato este tempo
que sempre se encarrega de contar a verdade:
- "Anjos não existem”...

12 comentários:

Anne M. Moor disse...

Anjos até que existem disfarçados de amigos! Mas mulher é mulher mesmo... :-)

Os nossos olhos sempre nos dizem a verdade do momento...

Beijos

Avassaladora disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Avassaladora disse...

Rangel, poema triste para um dia tão bonito...

Anjos existem! Concordo com a Anne...disfarçados de amigo!


Beijos avassaladores!

Nanda Assis disse...

existem sim.
o poema ta lindo.

bjosss...

gislane disse...

Há pessoas e anjos, prefiro as pessoas são mais humanas... as pessoas compartilham um mesmo mundo...
Bjs
Lindo o poema...

Elaine Crespo disse...

Por Adorar teu Blog!
Achar ele lindo!
Tem um Prêmio para ele no meu BLIOG!!

Belo Fim de Semana!!

Beijos
Elaine

Hellena disse...

O que é o tempo senão este tempo que tenho p/ entender o tempo ...


Tem premio Mouse de Ouro p/ vc, lá no Atrevida.
Te indico a ele com todo o meu carinho
Bjssssssss

•.¸¸.ஐBruneLLa França disse...

Eu já fiquei muitas horas parada olhando pro céu pra ver se achava a porta de donde os anjos desciam... Até que eu descobri que eles todos já tinham descido, e olhavam pro céu, como eu.

Beijos e borboleteios

Paty disse...

Anjos existem sim! nos nossos corações, ou apenas em nossas lembranças...
Abraço!

Valéria disse...

Rangel...
Anjos existem. No fundo, bem lá no fundo... a gente sabe que eles existem...
Vc, seu blog e seus poemas, são "anjos"...
Valéria

Linda disse...

Estou de volta amigo e vejo que seu blog , continua lindo parabens , um grande beijo para vc

Mahria disse...

Eu sempre insisto que eles, os anjos sem assas que passam por minha vida, existem. Seu poema tem razão: são miragens, apenas sonhos...

Bjinhos meu Amor!