sexta-feira, 19 de junho de 2009

Já se faz manhã


Já se faz dia
e o sonho que consumi esta noite
me trouxe você.
Sem o vício da pressa
falamos palavras de um novo idioma,
sensato e livre.
Foi um desnudar de almas,
um repartir a calma,
explorar terrenos planos.
Todos inalcançáveis.
Já se faz dia novamente.
E eu já sinto saudades.

Foto: henriquejr.blog.uol

17 comentários:

celina vasques disse...

Eu também sinto saudades de te ler amigo poeta!
Que versos lindos!
Lindo poetar!

Meus aplausos meu querido!
Beinos meus e meu carinho!

MEU MUNDO E NADA MAIS... disse...

Parabéns querido, lindo poema
adoro seu blog, me transmite muita paz.
tenha um lindo dia!!!
bjs!!!!

I believe disse...

Mais um texto formidável***

alma disse...

gosto sempre tanto de te vir ler :)

Adrielly Soares disse...

Ahh eu adoro coisas que falam sobre saudade, mas pra ser sincera e odeio sentir saudade. =/
Ótimo poema parabéns.

Anne M. Moor disse...

Rangel,
Linnnnnnnnnnnnnnnndo poema e imagem...

Todos inalcançáveis... Será???

Este sonho lindo que descreves aqui - um sentir calmo maduro sensato...

Beijos insensatos :-)

Vivian disse...

...já se faz manhã,
e eu estou aqui.

entre a bruma da madrugada,
e o teu doce sentir...

beijoooooo

Sonia Schmorantz disse...

Um talento nato para falar de amor de jeito simples e bonito...
Um abraço e bom final de semana

Anne Lieri disse...

Poesia belíssima de grande sensibilidade!Amar é mesmo assim...mal nos distanciamos e já sentimos imensa saudade!Abraços,

Ademerson Novais disse...

palavras assim vc monta sobre linhas...palavras assim vc desabrocha dos dedos..e se abrem em petalas...se misturem em um imenso jardim multicolorido...não são poesias...pois a poesia..é pouco...tão pouco que vc o faz não existir para tuas palavras...

È um prazer sempre vir aqui...


Ademerson Novais de Andrade

Lu Nogfer disse...

O sonho quando é bom ele nos faz renascer,ele transmite paz,ele dá prazer e ao amanhecer,fica uma saudade real, incrivelmente boa!!!

Linda poesia!

Beijos.

Sempre aqui...

Doroni Hilgenberg disse...

Rangel,

O sonho não tem fronteiras
a alma não tem frescuras
e a saudade não tem remédio
lindo poema
bjs

REGGINA MOON disse...

Rangel,

Vim te visitar e roubar um poema seu para postar em meu Blog.
"Cuida"........belíssimo!!

Beijos e bom Domingo...

Reggina Moon

Moacy Cirne disse...

Oi,
grato por seguir o Balaio. Vejo, numa primeira leitura - ainda que rapidamente -, que a sua poesia é bastante sensível.

Um abraço.

Valentina disse...

Lindooooo
Repartir a calma é bom, hein??
Bjs

M. Nilza disse...

Bom sentir essa saudade! Dogostoso, do sentir forte e inesgotável. De um amor que fala na noite e ao amanhecer quer mais!!

beijos
Boa semana pra vc

Wanderley Elian Lima disse...

Como sempre, brilhante.
Bjs