quarta-feira, 8 de julho de 2009

As chuvas


Quando o céu tornar-se negro contrariando aquele azul profundo.
Quando o vento forte e quente
der vez àquele chicotear gelado e úmido.
Quando do céu verter aquela chuva,
aquela assustadora tempestade,
saberei que o perdão me foi concedido
e que o temporal veio para
lavar meu peito e minhas dores.
Veio para limpar minhas marcas e manchas.
Saberei, quando terminar a chuva,
que olhos devo enxugar,
que almas acolher
e o modo de fazer.

Ilustração: geocities

14 comentários:

{Nanda}_FX disse...

E que caminho seguir...

lindo poema...
parabens!!!

bjs

Mahria disse...

Eh como se diz ne amor? "Depois da tempestade, sempre vem a bonança..." Eu creio piamente nisso.


Bjos pra Ti...

Vivian disse...

...quando o céu tornar-se
claro.
saberei que a tempestade passou
e então deixarei que minha alma
nua desfrute da liberdade há
tanto almejada.

e assim, nesta imensão azul
dos meus olhos, colherei na
retina o arco-íris da felicidade.

quando o céu...

um beijo, poeta triste!

gislane disse...

lindo
como sempre
rsrs
bjins

Capitu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Capitu disse...

Há muito queria passar aqui... Conhecer o belo poeta que gentilmente e discretamente colocou-se a me seguir no “segredos de Capitu”. Para minha alegria, sinto-me bem acolhida ao ser recebida assim, por versos lindos e intensos! Tão maduros e tão plenos!

Rangel, muito prazer em ler-te, deixo aqui minha reverência à alma tua...

Um beijo e obrigada pela gentileza... Creio que aprenderei muito neste espaço!

Érica disse...

Fantástico.
A alma lavada...
Eu sempre me encontro por aqui.
Beijos

Mariana disse...

A chuva molha a alma, tuas palavras me enxugam os olhos.

Úrsula Avner disse...

poema tecido com sensibilidade e beleza poética. Um abraço.

Sonia Schmorantz disse...

Depois da tempestade sempre vem a bonança, também dentro do coração...
um abraço

Rabiscando disse...

E vc verá a luz q existe dentro de um olhar e a felicidade q pode alcançar.

1 beijo!

Ademar Oliveira de Lima disse...

Estive por aqui em visita ao seu blog!! Abraços Ademar!!

Lu Nogfer disse...

Mande embora com as aguas do temporal todas as dores e sabera exatamente o que fazer...mas nao esqueça de sorrir,afinal surgirá um novo arcoiris.

beijos coloridos

wcastanheira disse...

Mto lindo seu blog, profundo, espiritualizado e com o tom certo pra quem procura por poesia e verdade de vida. Espero vc no meu blog, seria mto legal ter vc me acompanhando dar-me-ia segurança e confiança, saber da sua companhia. Fique na PAZ de DEUS.