sexta-feira, 31 de julho de 2009

Contar os números


Contar, com tanto prazer, números.
Como se em sequências exatas numerássemos triunfos
Até fracassos, talvez...
Todos conhecidos, memorizados.
Contar, entre tantos abraços, números.
Como se a soma, cada vez maior,
atestasse crescimento.
Lembrar tempos passados,
ainda ali,
tão perto.
Imaginar futuros possíveis.
Possíveis?...

Ilustração: geek42

8 comentários:

confesso disse...

Sim, imaginar futuros possíveis repletos de euforia e sucesso!



Inúmeros beijos...

Anne M. Moor disse...

Certamente possíveis! E prováveis...

Números são uma linguagem tão belos quanto a poesia!

Beijos

Elaine Crespo disse...

Números e POESIA ainda não tinha pensado nem visto!
PERFEITO!!!!

Belo sábado

Elaine

Graça Pereira disse...

Precisamos desses dados e muitos mais para contar abraços, amores, sucessos, sonhos... já que a vida por outro lado, usa outros números: os da subtracção. O futuro, é sempre possível, basta querer... e tudo recomeça. Sobre o pano verde da vida,lá estão eles outra vez, os dados, somando,somando, somando...J
Um beijo Graça

intervalo disse...

Imaginar sempre futuro possíveis e contar números com prazer os triunfos e fracassos.Linda poesia poeta.beijoss com carinho meu

Wanderley Elian Lima disse...

Possíveis , desde que batalhemos para isto.
bjs

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

A amizade é assim:
É sentir o carinho,
É ouvir o chamado.
É saber o momento
de ficar calado.
Amizade é somar
alegrias, dividir tristeza.
É respeitar o espaço,
silenciar o segredo.
È a certeza
da mão estentida.
A cumplicidade que
não se explica,
Apenas vive!

¨Olavio Roberto¨
Desejo um lindo final de semana
Abraços

Mahria disse...

Pensando bem, nossa é feita de números... hoje eu gostaria de ter ganho pelo menos 1 abraço...

Bjs
Bom Domingo!