quinta-feira, 9 de julho de 2009

Minha coleção


Coleciono os sorrisos que vi em teus lábios.
Guardei cada um deles numa folha de um
imáginário album, que tranco naquele armário.

As chaves do armário, joquei fora!
A coleção é particular e não quero ninguém
mexendo nela...

Ilustração: oqueeisso.blog

10 comentários:

Graça Pereira disse...

Percorri o seu bolgue, por caminhos da poesia, através de imagens que valem por mil palavras,pelas fotos simples do quotidiano,pelas coisas banais que acontecem a todos e...reparei então que passei por uma vida: a sua! Curiosamente a terminar com sorrisos. Não os guarde, ainda que sejam tristes. O mundo precisa deles. Abraços Graça.

Érica disse...

Que lindo!
Eu adoro sorrisos, os mais sinceros que lavam a cara da gente e ilumina. Me apoixono por eles...
Lindo como sempre.
Beijos

eu intensamente disse...

Lindo poema...

Quem será o dono(a) desses sorrisos que estão guardados à sete chaves?
Alguém especial com certeza...
Lindo seu blog doce Rangel...

Beijos sorridentes...

intervalo disse...

Poeta,fico encantada toda vez que venho aki,maravilhosa coleção de sorrisos,beijoss meus com carinho

Anne Lieri disse...

Que lindo seu texto!Uma belíssima coleção!Adorei a ideia!Abraços,

Lu Nogfer disse...

rsrs!Assim ninguem vai mexer...nunca comecei um comentario rindo desse jeito mas é tao lindo que da vontade de rir mesmo!Nao jogue a chave fora,se quiser eu arranjo um bom esconderijo!rs!
Amei este como tds os outros
E sempre uma emoçao a mais estar aqui!
.
Estou comentando de frente pra tras,ok?rs.
Me pondo em dia com as ultimas.

Beijos poeta

Vivian disse...

...colecionar sorrisos,
é uma coisa.
agora,
colecionar um sorriso especial,
em todos os ângulos,
aí a história é outra...rs

conta aqui bem baixinho
no meu ouvido,
de quem é este sorriso?

conta em off...mas conta...rs

um beijo, poeta lindo!

Paty disse...

Vc está guardando sorrisos de amorrr...

Igor Monteiro disse...

Que belo, mais uma daquelas poesias que tocam fundo no coração, parabéns pelo escrito e pelo sorriso, abraços fortes. Volto logo.

Anne M. Moor disse...

Bom dia Rangel!

Cheguei tarde mas cheia de sorrisos :-)

Belíssimo poema como todo o teu poetar!

Beijos