quinta-feira, 16 de julho de 2009

Opostos


Quando eu for verdade, insista na mentira.
É de contrariedades que se fazem os grandes momentos.

Quando eu for noite, que brilhe teu sol.
Os opostos se atraem, diz a sabedoria popular.
Não me imite, divirja.
Me enfrente!
Seja inverno quando eu for verão, prosa quando
eu for verso, amarga quando eu for chocolate,
meio quando eu for ponta...

Diferencie-se para complementar.
Fale, quando eu me calar.
E agora, pra começar,
não concorde...


Ilustração: abjnoticias

23 comentários:

Graça Pereira disse...

Todos nós somos frente e verso. Todos nós estamos expostos às sombras e à luz, toodos nós somos sol e vento, noite e dia...somos contradição desde que nascemos. Um bj Graça

Pauline Machado disse...

Putz!!! Que coisa mais lindaaa!!! Me fez lembrar no que to sentindo por uma pessoa que to começando a me interessar - o DUAS LETRAS em meu site!

Lindo, lindo, lindo!(só pra variar um pouco)rs

Um abraço!

Serena Flor disse...

Eu ia dizer que os opostos se atraem, mas isso é um pouco relativo e tenho meus motivos para assim o falar.
Mas todos nós precisamos dos dois lados da moeda, da frente e do verso e por aí vai.
Belo poema Rangel(aliás, cada dia que passa, fica mais prazeroso ler teus versos).
Um beijo meu lindo!

brisonmattos disse...

pois é...e eu quero mais é que voce se lixe.Vc e toda sua contradição.

Valéria disse...

Rangel, não poderia ter sido mais feliz na escrita deste poema...
Como diz o poeta "metade de mim almoça e janta outra parte se espanta..."
Como escreveu a moça: PUTZ!!!!
Simplesmente ADOREI!

Nanda Assis disse...

um dos mais lindos e certos que ja li,.
desta vez terei q concordar.

bjosss...

confesso disse...

Os opostos se atraem... Então fazer o que quando são "Farinhas do mesmo saco"?


beijos chocolate amargo...

Gislãne disse...

eu tenho dois lados
Duas facas de dois gumes
lindo seu txt
bjos

Anne M. Moor disse...

Two sides of a life...

Belíssimo poema como sempre!

Beijos

Vivian disse...

...não acredito que grandes
momentos nascem dos opostos.

só se eles servirem para nos
fazer crescer como pessoas.

caso contrário, grandes momentos
nascem de afinidades, carinho,
cuidados, atenção, e felicidade..

viu como te contrariei?

rsss

Denise disse...

Opstos enquanto paixão traz fogo.
mas no amor...é preciso afinidades,já que paixão é um sentimento efêmero demais.

beijo

Denise

Liza disse...

os opostos se atraem...


ou não né?


só pra discordar.

8)

Érica disse...

Sempre. Os dois lados, isso me encanta de um jeito que nem imaginas. Adoro essa ambiguidade, essa incerteza. Adoro o que complementa. Desculpe, mas tenho que concordar. rsrsrs...
Adorei o poema, pra variar. Mostrei seu blog a minha mãe, ela amou também.
Beijos

Sonia Schmorantz disse...

Como dizem, são os pólos opostos que se atraem, e mesmo que tenha atritos, deles advem depois momentos de imensa ternura e sedução.
Òtimo final de semana
abraço

Lu Nogfer disse...

Entao so pra nao concordar...É de contrariedades que se fazem os grandes momentos...de brigas...de descordias...de desavensas...Ah vc q pediu,rsrs!Quanto aos opostos,isso nao vai dar pra descordar!
Voce pensa grande...la no auge!
Linda poesia!
Delicia vir aqui!!!

Bjo grande poeta

Aquém de Borboleta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aquém de Borboleta disse...

A vida para ser completa, precisa da divergência. Lindo poema!

The last but not the least disse...

como mandaste eu não concordar, eu concordo meu Caro, nada como o oposto pra afirmar, ou pra amar, pra qualquer coisa que se ache utilidade...

Opuntia disse...

Como somos seres paradoxais, somos opostos de nós mesmos e, por isso procuramos alguém igual a nós, ou pelo menos parecidos, mas só nos contentamos com alguém bem diferente. rsrs

•.¸¸.ஐBruneLLa França disse...

Mas qdo são muito opostos, perdem o fio que une...

Beijos e borboleteios Rangel

Mahria disse...

Que seria das histórias de amor, se não fosse o OPOSTO?

Bom e tão estranho se atrair por alguem totalmente diferente da gente...


Bjs

intervalo disse...

encantador,beijosss

Pura Pérola disse...

(...)é de contrariedades que se fazem os grandes momentos(...) nada tão fecundo, nada tão tocante, nada tão profundamente belo!...BEIJOS POÉTICOS!!!