domingo, 5 de julho de 2009

Um pouco de sonho


Quem de sonhar está livre?
Cruel rotina somente,
limitado ao equilíbrio.
Quem de sonhos prescinde,
despreza prazeres iguais?

Heróis, abnegados, escravos,
não sentem o gosto do mar.
Realistas,
sem um pouco de sonho
sequer!


Ilustração: 1bp.blogspot



10 comentários:

Doroni Hilgenberg disse...

AC,

Reflexivo texto
A rotina cansa e se a realidade nos choca, os sonhos nos trazem alívio, pois são o alimento para
a nossa alma.

bjs

Lu Nogfer disse...

Quem de sonhar esta livre?Ninguem...Sem sonhos, a rotina fica insuportavel.Os problemas ficam insuperáveis.Sonhar é estar em liberdade total, é viver um trecho da vida sem limites como se fosse real.

Linda poesia!
Boa noite com lindos sonhos!!
BJOS

Vivian disse...

...um tudo de sonho
nos faz levitar.

prescindir desta mágica,
pra quê?

pra se mostrar capaz,
por morrer sem conhecer
o doce prazer de sonhar?

bj, querido lindo!

muahhhhhh

Lisette Costa disse...

... "no sonho nada precisa ter limite e qualquer um pode sonhar."
Nos sonhos as possiblidades sao iguais e isso conforta.Nao importa como será o amanhecer .
Gostei do blog e estou chegando, sem licença , pra ficar.
Percebo uma alma pura.Abraços

Nanda Assis disse...

é o que nos move, o amor e os sonhos.

bjosss...

Anne M. Moor disse...

Pobre dos realistas... Não sabem o que estão perdendo... :-)

Beijos de bom dia

Érica disse...

Sonhar é bom, importante, mas as vezes ele se confunde, arruma espço demais, abre os braços e ocupa territórios que não os pertence. As vezes sonhar demais é ruim.
Beijos

LomiAyurveda disse...

Amigo, passei em tantos lugares por aqui, muito depois, completamente fora do tempo e no tempo indisponivel para entender sentires e acontecimentos ...
Onde me questiono se alguma vez deveria ter estado...mesmo nos poucos momentos que ''estive''...
Não nos culpamos de nada, mas não perdoamos não poderem ter sido melhores.

Reflectindo deixo:
Há acontecimentos fora do nosso poder de controlo,com muito maior profundidade do que imaginamos, sente-se que todos travam grandes 'batalhas'. Caminhos cruzados de crescimento que só o tempo (que tanto te 'aflige') te dirá...

Acredita um pouco mais directamente nas pessoas, não questiones as tuas dúvidas, ou reveles a terceiros, sejam eles quem forem, supostamente para ti credíveis, uma confidência pessoal, dolorosa, privada, mesmo que duvides, quando alguém num momento do mais difícil da sua vida, num desabafo te 'confia'...

Por vezes as situações não geram as mudanças que estamos convictos serem as melhores para as nossas vidas. Apenas porque não havia lugar para elas...
Talvez indirectamente,te console, quando olhares á tua volta e perceberes, sentires que algo de bom, mesmo que por pouco claras ou tortas percepções da realidade... todos estes acontecimentos impulsionaram e motivaram outras pessoas-casais, disponíveis, para tentarem melhorar as suas vidas...O mesmo acontecerá na tua vida se te abrires para o mundo real ...

Quando aprenderemos de verdade que estamos todos ligados, que somos todos orgãos do mesmo corpo?. Sem que o espírito do amor pelo próximo encha o mundo, independentemente da raça,cor,credo de cada um, tornando a fraternidade humana uma realidade na nossa vida; sem que as grandes multidões se compenetrem do sentimento de responsabilidade pelo bem estar do semelhante, o amor e a justiça social poucas vezes vingará.

Abraço

Christi... disse...

É isso aí...Quem não sonha é escravo.
Concordando em número, gênero e grau.

Beijinhos.

rita sousa teixeira disse...

Ah! Sonhar!
O Sonho comanda a vida...
E aqui deixo um poema de Reinaldo Ferreira;

Passemos, tu e eu, devagarinho,
Sem ruído, sem quase movimento,
Tão mansos que a poeira do caminho
A pisemos sem dor e sem tormento.

Que os nossos corações, num torvelinho
De folhas arrastadas pelo vento,
Saibam beber o precioso vinho,
A rara embriaguez deste momento.

E se a tarde vier, deixá-la vir...
E se a noite quiser, pode cobrir
Triunfalmente o céu de nuvens calmas...

De costas para o Sol, então veremos
Fundir-se as duas sombras que tivemos
Numa só sombra, como as nossas almas.

Beijo